quarta-feira, 26 de outubro de 2011

POSIÇÕES PARA AS ESCRAVAS


Bara -Deita sobre seu abdome, com a testa no chão. Cruza os tornozelos e os pulsos sobre as costas. Espera sem se mover para ser amarrada.
Belly -Deita sobre seu abdome, com o frio do chão no seu corpo. Afasta as pernas alem da linha do ombro e coloca os braços aos lados , palmas para cima, testa no chão.
Bracelets -Ela ajoelha-se, coxas abertas, coluna empinada. Estendem seus braços para frente, pulsos quase juntos preparados para receber as algemas. Cabeça para cima, mas olhar para baixo submissivamente. (nota: o Mestre pode pedir que os punhos estejam às costas.)
Crawl -Ela cai de quatro, com os cotovelos ao chão. Abaixa a cabeça um pouco acima do chão, deixando assim as coxas mais altas. Engatinha então para seu Mestre parando perto de seus pés.
Gorean Bow -Ela ajoelha-se, coxa aberta. Ela então se recosta para trás ate a cabeça encostar-se ao chão e coloca as mãos ao lado. Sobe o Maximo o abdome arqueando as costas. Isto expõe o calor da escrava mostrando seus seios deliciosamente para seu Senhor.
Heel - Quando for chamada para ”Heel” deve se ajoelhar atrás do pe esquerdo de seu Mestre e se este se mover ficar sempre atrás dele.
Karta -“Karta” é a posição de obediência. Ajoelha-se ao chão, joelhos bem afastados para poder colocar seu peito no chão, seios e testa no chão, e estendem seus braços completamente à frente, palmas no chão. Mostra respeito. (uma variação é a “suga”, na qual ela cruza aos punhos.)
Ko-lar -O ko-lar, ou posição de encoleiramento, pode ser também chamada de “posição de submissão feminina”. Ela ajoelha-se aos pés de seu Mestre, sentada sobre os tornozelos. Estende os braços para cima, cruzando os punhos. Abaixa a cabeça em submissão.
Leading Position -Ela rapidamente se aproxima ao lado de seu Mestre, dobrando na cintura, juntando o cabelo para oferecer a Ele. Espera que ele a direcione pelos cabelos.
Leasha -Ela ajoelha-se de costas para seu mestre, coxas abertas, costas arqueadas, cruza os punhos as costas para colocar as algemas se requisitado. Vira a cabeça para a esquerda, olhos baixos, lábios abertos e espera a guia.
Nadu -Ajoelhada com as coxas abertas para o prazer dele, coluna elegantemente arqueada com as palmas para cima nas coxas.
Obedience -Deita sobre o abdômen com o queixo nos pés de seu dono.
Run -Ela corre para seu objetivo, com pequenos e rápidos passos, pernas quase esticadas, seus pés quase não saem do chão. Suas costas eretas, cabeça para a esquerda, Ao atingir seu objetivo cai de joelhos na posição NADU.
She-Sleen -De quatro, joelhos e cotovelos no chão, mãos cruzadas na cabeça, erguendo os quadris. Esta pronta para ser açoitada ou possuída como um animal por seu dono.
Slaver’s Kiss - De quatro, testa no chão, quadris alto. Abre as nádegas se expondo ao seu Mestre.
Submission -A escrava ajoelha, dobrando na cintura, encostando as bochechas no chão. Ela pega o pe direito de seu dono e o coloca em sua nuca. Deve assumir esta posição quando desobedeceu e em submissão oferece sua vida ao seu dono.
Sula -Deitada no chão, pernas abertas, punhos cruzados acima da cabeça, olhar baixo, espera para o prazer de seu dono.
Table A escrava pode ter varias utilidades para seu dono, uma delas é servir de mesa. De quatro e o mais estável possível, para não derramar nada.
COLEIRA - A escrava se ajoelha aos pés de seu Dono, com os joelhos abertos ao nível dos ombros, coluna ereta, com os braços para trás, um pulso agarrando o outro, olhos e cabeça baixos. Necessário no inicio de uma sessão. Uma alternativa e faze-la segurar o cabelo com o braço direito para cima, para facilitar.

Esse resumo foi retirado da página:
http://pt.scribd.com/doc/48323638/Carolinatvp-liturgia.
No entanto pertencia ao sítio:
http://www.carolinatvp.com/textos/biblioteca/liturgia.htm


Recomendo ler e ver as belas imagens.


terça-feira, 25 de outubro de 2011

Coleira


Um símbolo de entrega usada por uma submissa.
Uma coleira é posta ou dada em um relacionamento como um profundo símbolo de entrega.
Uma submissa encoleirada é considerada como propriedade ou parceira de um Dominador
Simbolo de posse, de propriedade.
Objeto que simboliza e substitui a troca de aliaças por parte do que Domina ao que se submete.

Motivo de orgulho, prazer .

Obrigada meu Dono de mim por me deixar ficar a Seus pés.

Por me guiar pelos caminhos da submissão e me fazer sentir-me tão SUA!!!!!

Submissão e Dominação



S uavimente me entrego a esta paixão
U nicamente para te devotar e amar
B uscando uma entrega perfeita
M isturas de desejos e renuncias
I ntiutamente me dei, sem receios me entreguei
S enti na pele o que é entrega de fato
S enti o que é viver em função de meus atos
à lgemada não por força, mas por desejo e entrega
O nde nossos caminhos se completaram pelos mesmos anseios.

E ntreguei não um corpo ao sexo mas ao Domínio.

D ominaste minha alma cadela
O nde sem nada falar conseguiu me tornar naquilo que desejavas com T eu olhar
M e transformou não em desejos, mas em essência daquilo que sou. Sub.
I nstintos de entrega me tornaram Tua, me completas
N ão busco meus desejos, pois me completo nos Teus
A ncia de aprender a ser o que busca em mim
Ç omo uma cadela que sou quero estar sob Teus pés
à ssim como me submeto, sinto Teus cuidados e me sacio neles
O rgulhosamente hoje posso dizer minha submissão se completa em Tua Dominação.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Intenso.....


Tudo em mim é intenso
e devastador...
Sou impulsiva e passional.
Amo com paixão,
Dispo-me da razão,
Levo-me pela emoção,
Entrego-me...
a TI meu DONO e SENHOR,
a ti meu homem , meu amor.....

Sinto......


As coisas mudam o tempo todo, o que posso fazer se o que sinto não muda?.
As vontades não mudam, os desejos não mudam, o tesão não muda, e a saudade só aumenta.
DONO
Sinto falta do seu cheiro, do seu gosto, das marcas no meu corpo, do jeito que me olha e que me possui.

O desejo.......


O desejo é um sentimento delicioso doce, mas quando não o realizamos - se torna amargo.
Hoje acordei com desejos...........
de servir.......
de amar........
de beijar.......
de fazer tudo aquilo que já fizemos e também o que ainda não fizemos...........